terça-feira, 22 de outubro de 2013

Feito Brasil - Cosméticos Artesanais

Postado por Clarice Alves às 12:11 8 comentários
Nesse último domingo o horário de verão chegou para matar a gente de calor e eu comecei uma busca louca por qualquer coisa que me ajude a me refrescar nesse calor de 40ºC de Campos. 
Nessa busca eu encontrei a Feito Brasil, uma marca de cosméticos super charmosos produzidos artesanalmente.
Fui parar no site por causa do Hidratante Corporal "Refresque-se", que, segundo consta, tem esferas de mentol e dá aquela sensação gostosa de frescor. Fiquei interessada em comprar, então entrei em contato com a marca para saber se os produtos eram testados em animais ou não. Fiquei super feliz com a resposta e transcrevo a conversa aqui.


Clarice: Olá, eu gostaria de saber se a Feito Brasil realiza testes em animais ou contrata terceiros para fazê-los. Gostaria também de saber se ingredientes de origem animal (como glicerina animal, lanolina, mel, etc).
Aguardo a resposta. Obrigada.

Atendimento Feito Brasil: Ótimo dia, Clarice!
Tudo bem contigo?

Que bom que você entrou em contato com a feito!
Somos uma empresa sustentável que faz pequenas obras de arte através de cosméticos artesanais veganos, totalmente livre de crueldade! Valorizamos as pessoas, as mãos que fazem, por isso todo nosso processo é artesanal, sem o uso de máquinas.
Nossa missão é "encantar, acolher e inspirar"!

São mãos habilidosas que desenham nossos rótulos, criam e embalam os produtos. Acreditamos que todo detalhe e cuidado faz a diferença. Por isso, não testamos nossos produtos em animais, nem utilizamos matéria-prima de origem animal, parabenos e silicones. Nossos produtos são feitos por processo de emulsão a frio, e todos são biodegradáveis, respeitando o meio ambiente.

Conheça mais sobre nós: www.feitobrasilcosmeticos.com.br :)

Abraços.


Clarice: Fico muito feliz em saber disso! Tenho um blog sobre produtos não testados em animais e gostaria de publicar essa resposta por lá. Vocês autorizam a publicação?
E só mais uma dúvida: o perfume de ambiente "Rimas ao Vento" é descrito com notas de fundo com âmbar, musk e vetiver. Qual é a origem do musk?
Obrigada novamente. 
Aguardo a resposta.  :)


Atendimento Feito Brasil: Ótima tarde, Clarice!

Claro, pode publicar sim! Caso queira conhecer um pouquinho mais sobre nós, basta acessar o link: https://www.feitobrasilcosmeticos.com.br/quem-somos . Lá, você encontrará várias informações sobre como pensamos e agimos. Caso você publique, nos envie o link depois! :)

Sobre a sua dúvida, o uso do almíscar natural foi proibido em 1979, quando a espécie do veado almiscarado foi ameaçada de extinção. Estando presente em quase todas as composições perfumadas, o almíscar, ou musk, é artificial, um produto sintético que possui aroma similar ao natural. Existem algumas plantas que apresentam propriedades olfativas semelhantes as do musk, capazes de produzir o cheiro almiscarado, e muitas dessas plantas são amplamente utilizadas como um substituto.

Tenha uma tarde maravilhosa!

Abraços.


Além de serem veganos e naturais, os produtos são lindos, cada embalagem vem com um tema e cada coleção com uma inspiração diferente. E as águas perfumadas vêm em latinhas super fofas.

Dê só uma olhadinha nessas lindezas: 


cosmético vegan, cruelty free, artesanal


cosmético vegan, cruelty free, artesanal



cosmético vegan, cruelty free, artesanal

cosmético vegan, cruelty free, artesanal

cosmético vegan, cruelty free, artesanal




E aqui é onde eles são fabricados artesanalmente:




No fim das contas eu acabei não comprando o hidratante, pois achei outro bem refrescante e eu não queria ter que esperar pela entrega dos correios. 
Mas me apaixonei pela marca e vou comprar o tônico facial (que também é removedor de maquilagem), um creme para os pés e um perfume para ambientes (ainda não escolhi qual, mas estou tentada a levar o Rimas ao Vento). Quando chegar, faço resenha para vocês.  
Beijos!



sexta-feira, 18 de outubro de 2013

Desabafo: os beagles do Instituto Royal

Postado por Clarice Alves às 22:23 2 comentários
Hoje está todo mundo achando lindo os cachorrinhos sendo resgatados do Instituto Royal, adorando o fato de que eles não mais serão usados para experimentaçãoMas botar a mão na consciência e cobrar para que as marcas parem de contratar esses laboratórios para fazer testes em animais pouca gente quer, né?

Novidade, meu bem: seu sabonete pode ter sido testado num bichinho desses. 

Acordem! Não sejam ingênuos! Resgatar animaizinhos é legal, mas o buraco é muito mais embaixo! Deixe as marcas dos cosméticos que você usa saberem que você não quer participar dessa tortura. Exija produtos não testados em animais! Não compre de quem testa!

Não faz muito sentido se sensibilizar com os beagles, se indignar com o Instituto Royal mas continuar consumindo indiscriminadamente de marcas que contratam esse tipo de laboratório.






Quem quiser saber mais sobre os testes em animais pode clicar aqui para ver algumas informações do site do PEA e aqui para ver a entrevista do presidente da Veddas à Record sobre vivissecção.

Neste link vc acompanha ao vivo o que acontece no protesto no Instituto Royal.
E se você realmente não concorda com esses experimentos cruéis e desnecessários, você pode também consultar a lista do PEA e a lista do PETA e dar sempre preferência às marcas que não participam desse tipo de testes.
Os países da União Européia e a Índia já proibiram testes em cobaias animais para fins cosméticos.
E você? De que lado você está?? Vai continuar aceitando e comprando das empresas que pagam para torturar animais ou vai dar preferência a quem está desenvolvendo tecnologias novas que não envolvem crueldade?
Quem não é parte da solução, é parte do problema. 
Não faz sentido se dizer contra os testes mas não boicotar as empresas que testam seus produtos em animais.
Afinal, se depois de saber disso tudo você não está disposto nem a trocar a marca do seu shampoo, como pode dizer que se importa??




P.S.: Diferente do que algumas pessoas entenderam, esse texto não desqualifica ou desmerece a ação dos ativistas no protesto no Instituto Royal.
Pelo contrário, foi só um desabafo meu, pois tenho visto muita incoerência esses dias. Não faz sentido aplaudir os ativistas e depois ir comprar rímel da L'Oreal (ou qualquer outra marca que teste seus produtos em animais). 

O que eu quis dizer é  que quem se importa, quem realmente acredita que os beagles (ou qualquer outro animal) não deveriam estar passando por aquilo, deveria por a mão na consciência e ver que não deve usar nenhum produto testado.

quarta-feira, 9 de outubro de 2013

Cuidados com as unhas

Postado por Clarice Alves às 19:33 6 comentários
Hoje de manhã, voltando da manicure, senti vontade de escrever sobre produtos para o cuidado das mãos.

Para fazer as unhas, eu usei removedor de esmaltes da Risquè e o esmalte Impala, na cor Vinho.



Aqui segue uma lista de marcas de esmaltes/removedores que não testam em animais:
  • Abelha Rainha;
  • Amway;
  • Biotropic;
  • Blant Colors;
  • Chanel;
  • Fina Flor;
  • Granado;
  • Impala;
  • Ludurana; 
  • M.A.C. (começou a testar para entrar no mercado da China);
  • Nyx;
  • O Boticário;
  • Océane Femme;
  • Quem disse, Berenice?
  • Racco;
  • Risquè.

E existe um truquezinho para fazer as cutículas ficarem curtinhas por mais tempo: mantê-las SEMPRE hidratadas! Dos produtos indicados para esse fim, o mais conhecido e mais queridinho é a Cera Nutritiva para Unhas e Cutículas, da Granado.


Essa cera é feita com óleos vegetais, tem um cheirinho delicioso e faz o milagre de adiar a ida à manicure em algumas semanas. Eu usava todos os dias, duas a três vezes por dia, e fiquei muito surpresa com o resultado: a cutícula simplesmente não cresce! Eu só trocava de esmalte e não precisava tirar a cutícula por quase um mês. 

A minha cerinha acabou há um tempo e eu acabei não achando para comprar em nenhuma farmácia aqui por perto (e ela está esgotada na loja virtual da Granado). Vou procurar mais e, se eu encontrar para comprar, farei um post com a "evolução", semana a semana, mostrando o quanto ela retarda o crescimento das cutículas.  

Um produto que eu senti que tem efeito parecido (porém não tão duradouro) é a Polpa Hidratante para Mãos, da Natura Ekos. 




Eu uso a de maracujá, que tem o cheiro beeem suave e refrescante.
Hoje, usando só ela, eu tiro a cutícula mais ou menos a cada quinze dias (sem ela, era toda semana). Combinando com a cera da Granado, durava tanto tempo que eu até perdia a conta, hahaha!

E para quem não sabe, a Natura é uma marca que não testa em animais e a linha Ekos é totalmente vegana, sem nenhum ingrediente de origem animal.

E você? Qual é o seu truque para cuidar bem das unhas??
 

V de Vegana Copyright © 2012 Design by Antonia Sundrani Vinte e poucos